• João Politof

30 DICAS QUENTES PARA A SUA PRODUÇÃO DE VÍDEOS

Vou te passar 30 dicas para você produzir um conteúdo de vídeo atraente, com as melhores tendências que temos encontrado no mercado de vídeos para internet nos últimos anos. As 30 dicas que têm aumentado o engajamento de muitos produtores de conteúdo, que têm feito o maior sucesso na internet. Pegue essas dicas e aplique as que têm a ver com o seu conteúdo, para você começar a engajar e crescer o mais rápido possível a sua audiência.


Dica 1 - Desafie-se e filme-se

Como se desafiar? Se você não gosta de carne de soja, por exemplo, faça um vídeo provando a carne de soja. Se você tem medo de altura, filme-se voando de parapente. Ao mostrar a sua reação sentindo novas sensações você pode gerar algum tipo de emoção em seu público e leva-los a compartilhar seus vídeos para outras pessoas.


Dica 2 – Colabs e entrevistas

Chame alguém para participar do seu canal, vá no canal de alguém que tem a ver com o seu conteúdo, troque seguidores, pegue pessoas da sua região para fazer uma colaboração, mesmo que essa pessoa não tenha um canal, mas que seja alguém conhecido, que desperte interesse em certo tipo de público.


Dica 3 – Reacts, críticas e reviews

Essa é uma dica quente, alguns canais vivem só disso. Comprou um produto diferente? Então fale sobre o produto, o que você achou dele, se curtiu, se não curtiu, como ele mudou sua rotina de vida, etc... Você também pode fazer crítica de série, de cinema, de programa de TV, entre outras coisas. Críticas sobre assuntos políticos também é uma boa dica para gerar conteúdo.

Tem também o modelo de vídeo react - em que você pode filmar sua reação diante de alguma coisa que está acontecendo. Por exemplo, minha reação ao descobrir que minha mulher está grávida, outro, minha reação ao ver o trailer do filme do Capitão América 7. Você filma a sua reação e posta.


Dica 4 – Faça vídeos dos comentários

Pegue os comentários das pessoas que estão te acompanhando, as perguntas, os elogios, as críticas construtivas que elas deixam no comentário e transforme e

Esse modelo de vídeo pode te ajudar a manter a periodicidade de suas postagens mesmo nos momentos em que a criatividade não está a seu favor. Sendo assim, vá na sessão de comentários dos seus seguidores, leia o que alguém está te perguntando, pegue esse questionamento e transforme em um vídeo.


Dica 5 – Investigue seus concorrentes

Essa não é uma dica de conteúdo, mas sim de hábito. Sempre investigue o que os seus concorrentes estão fazendo.

Tente entender o porquê eles estão trabalhando o conteúdo de certa maneira, tente entender a reação da audiência do seu concorrente quando ele produz determinado tipo de conteúdo... Enfim... Bisbilhote os seus concorrentes, não tenha medo disso. Veja o que está dando certo pra eles, faça melhor e evite fazer o que deu errado para eles.


Dica 6 – Videolista

Videolista é um vídeo em que você seleciona alguns pontos e vai dissertando sobre cada um deles. Por exemplo, 5 maneiras de conquistar sua mulher, outro exemplo, 5 maneiras de limpar bem a casa.

Vídeos neste molde atraem mais a atenção do seu público, porque dá a impressão de clareza de raciocínio, de ideias organizadas, de que você vai passar um conteúdo sério e pensado previamente para a sua audiência. É até mais fácil da pessoa digerir. O modelo de videolista é sempre muito bom e está sempre presente nos melhores canais.


Dica 7 – Mindset dos seus títulos

É a organização de seus títulos, de seus vídeos. Pense em um título que seja atraente o suficiente para a pessoa querer te ver, principalmente no YouTube, em que o título fica em evidência. Pense em um título interessante, não bote qualquer título, o título é fundamental. O título do seu vídeo é tão importante quanto o vídeo, porque é ele que vai atrair pessoas pra te assistir.


Dica 8 – Aperte o REC e veja no que dá

Se você ainda não fez o seu primeiro vídeo, se você tem vergonha de fazer, se tem algum tipo de bloqueio acontecendo na sua cabeça, aperte o play e comece a falar. Depois jogue o vídeo no programa de edição e veja se ficou bom. Se não ficar bom, você pelo menos já tem um tema. Vá lá, aperte o REC de novo e veja o que sai.


Eu recomendo até mesmo que você solte este vídeo, poste na sua rede social, mesmo que não tenha ficado bom para você. Poste no seu canal do YouTube, veja em que aquele vídeo vai dar, leia os comentários das pessoas, veja se dá engajamento. Se você nunca começar, você nunca vai saber como pode terminar.


Dica 9 – Vídeos com ganchos de roteiro


Não esqueça de colocar os ganchos nos vídeos.

Ganchos de roteiros – São pequenas chamadas e ações, geralmente inseridas no início do vídeo, que fazem o seu público continuar te assistindo até certo ponto do vídeo.

Por exemplo, se eu quisesse fazer um vídeo com gancho de roteiro a respeito deste capítulo do livro. Eu poderia abrir o vídeo dizendo o seguinte:


_“Olá, neste vídeo vou te mostrar 30 coisas que você precisa saber para bombar o seu canal do Youtube... A dica 28 é inacreditável e pode te ajudar a ganhar muito dinheiro... Fique até o final que eu tenho certeza que você vai gostar.”

Neste caso eu exemplifiquei um gancho de roteiro com uma pergunta em aberto que será resolvida em algum ponto do vídeo, gerei curiosidade no meu público.

Um canal no Youtube que é fera em fazer esses ganchos de roteiro é o canal Ei Nerd do Peter. Eu particularmente, fico com uma raiva descomunal desses ganchos, mas sempre assisto os vídeos até o final...

Uma outra estratégia, geralmente em vídeos longos, é usar vários ganchos dentro de um vídeo.

Você pode abrir um gancho de roteiro no início do vídeo, fechar este gancho na metade do vídeo e logo em seguida abrir outro gancho e resolver no final do vídeo, por exemplo. Desse modo você consegue carregar a sua audiência até o final do vídeo.

Isso pode ser uma grande sacada para melhorar sua retenção de vídeo. Daqui a alguns capítulos, você vai entender o quanto é importante você manter o seu público até o final do seu vídeo. Segura a onda aí.


Dicas Importantes:


- Não esqueça de fechar os ganchos de roteiros que você abriu, senão sua audiência pode ficar com raiva de você

- Faça ganchos verdadeiros, as pessoas estão saturadas de click baits.

Clickbait é uma tática para gerar tráfego online chamando a atenção com títulos ou promessas exagerados. Também definido como caça-cliques ou isca de cliques, o clickbait ganhou uma conotação pejorativa por nem sempre entregar o que promete nos conteúdo. 
Fonte: rockcontent.com.br

Dica 10 – Vídeos sazonais


Preste atenção nos vídeos sazonais.

Vídeos com temas de volta às aulas, como por exemplo “Como personalizar o seu caderno”, sempre vão estar em alta em Fevereiro e talvez até mesmo em Julho, por causa das férias das crianças, é o período em que elas estão voltando às aulas.

Vídeos do dia dos namorados: “Presentes criativos para dar para namorada”. Provavelmente terão muita procura no mês de Maio, talvez em Dezembro por causa do Natal...

Enfim... O que eu quero dizer com essa dica é que você pode fazer pensando na sazonalidade do momento, porque tem épocas em que algumas palavras são mais pesquisadas do que outras.


Dica 11 – Vídeos cotidianos


Transforme o seu cotidiano em vídeo, essa dica eu aprendi no canal do Lucas Neto, ao pesquisar: "escovando os meus dentes", no YouTube, para ver o que ia aparecer. Para a minha surpresa, o vídeo com mais visualização e o primeiro recomendado pela plataforma foi o do Lucas Neto, mais de 4 milhões de visualizações, na época, ensinando as crianças a escovar os dentes, falando o que dá cárie e o que não dá.

O Lucas Neto sabia que o público dele era infantil e sabia também que as dúvidas sobre escovação dental fazia parte do cotidiano do seu público. Ele fez o vídeo, postou e ... SUCESSO! $$.

Faça vídeo sobre o cotidiano do seu público, preste atenção nessa dica.


Dica 12 – Mostre os bastidores


Essa dica é pra mostrar os bastidores. Ela vai depender do quanto e o quê o seu público quer ver por trás das câmeras.

Existem pessoas que querem entender como funciona o estúdio de gravação, como que você prepara seus roteiros, tem alguns que são menos técnicos que só querem saber mesmo como você trata seu corpo, quais atividades você faz, como é a sua casa e sua família.

É bom mostrar os bastidores, se você não tiver nenhum problema em relação a isso... Esse é um ótimo caminho a se tomar se você quer trabalhar como afiliado de algum curso ou produto e ganhar comissão através de recomendações.

Por exemplo: Se você está mostrando os bastidores da sua gravação, você pode recomendar um bom curso de edição de vídeo e ganhar como afiliado caso algum seguidor seu compre o curso... Mais alguns exemplos de bastidores: se você é um líder religioso, mostre o momento em que você prepara um sermão. Se você é um professor de química e está fazendo alguma experiência química, mostre onde comprou a substância química, mostre você indo comprar, onde achou os elementos, quanto custou, etc...

Isso pode ser uma boa sugestão para seu canal ficar mais próximo da realidade

E se tem uma coisa que o público do Brasil gosta muito, é VIDA REAL.

Segue essa dica.


Dica 13 - Estudos de casos


Por exemplo, você mora perto de uma fábrica de balas ou de uma farmácia de manipulação e o dono do negócio abriu as portas para você mostrar ao seu público como funciona as coisas por lá.

Vá lá, filme o estudo daquele caso e mostre para o seu público. Quem faz muito bem isso é o Manual do Mundo, que em um dos seus estudos de caso ele foi visitar a casa da moeda, pra mostrar como é feita a moeda brasileira.

Outro modelo de estudo de caso é você roteirizar, filmar e editar um vídeo sobre um empreendedor da sua cidade e entrevista-lo. Com o intuito de entender como começou o negócio, o que já fez, quais foram os obstáculos, como ele consegue lucro a partir da atividade que ele exerce, etc.

O Flávio Augusto, do Geração de Valor, montou uma plataforma chamada meusucesso.com, que é basicamente um Netflix de estudos de casos. Ele cobra uma assinatura mensal, para você ter acesso a casos de empreendedores que deram certo.


Dica 14 – Lives, streamings


Eu já falei das lives, mas é bom repetir. Se você não entende muito de edição no primeiro momento, se quer um negócio mais dinâmico, vai fazer vídeo todo dia e quer matar um dia de edição - porque editar todo dia cansa -, faça uma live bem produzida, lembrando que uma boa live precisa de internet, de um ótimo roteiro com vários ganchos para captar a atenção da audiência, de uma boa iluminação, de uma boa captação de áudio, não pode ter muita interrupção.

Se preocupe com o enquadramento da live, não deixe as coisas tortas no fundo... Eu digo isso, porque uma live mal feita pode ser um tiro no pé.

Se você quiser uma live produtiva e que gere resultado positivo para o seu canal, preste atenção na duração da live, ninguém é obrigado a ficar te assistindo por 2, 3 horas. 10 minutos é um tempo bom, 20 minutos é aceitável, 30 minutos de live já passou dos limites. Mantenha o respeito com o tempo da pessoa que vai te assistir, para que as lives não cause mal estar a sua audiência. A live é um recurso muito interessante, se você souber trabalhar.

Dica 15 - Estique seus vídeos


Esse é simples: Aumente a duração dos seus vídeos!

Ao invés de produzir vídeos de 5 minutos, tente trazer mais conteúdo para o seu vídeo, tente fazer ele durar mais.

Essa é uma dica só para você trabalhar com as possibilidades de duração dos seus vídeos, você pode pegar um conteúdo que era rápido, muito corrido, e transformar em um vídeo mais extenso, com mais detalhes para que a sua audiência consiga digerir melhor o seu conteúdo.


Dica 16 - Encurte os vídeos


É justamente o contrário da dica anterior. Se você está fazendo vídeos de 30, 20, 10 minutos, transforme-os em vídeos menores, de 5 minutos, de 1 minuto pra Instagram, reedite os vídeos pegando apenas o que é essencial, só as principais partes. Experimente coloca-los em outros formatos, de Instagram, por exemplo, para Facebook.

Quem faz muito isso é o Érico Rocha, você deve o conhecer, ele chama esses vídeos menores, reeditados, de nuggets. Ele usa os vídeos longos de palestras - que são de 40 minutos, uma hora - e transforma em pequenos vídeos de 1 a 5 minutos, se você pensar bem em uma palestra de 1 hora de conteúdo, você pode conseguir fazer uma média de uns 15 vídeos curtos.

Isso pode dar muito mais certo do que você imagina. Experimente, pois a experimentação faz parte de todo esse processo de conteúdo.

Experimente! Tentativa e erro.

Uma hora você vai acertar em cheio o formato certo, daí é só replicar


Dica 17 - Música, cover, paródia


Dessa dica eu tenho um exemplo pessoal para dar.

Eu tenho um canal no YouTube no qual eu me esforcei para fazer vários vídeos. Alguns vídeos com mais de 20 mil views, outros com menos... Entretanto, o vídeo que eu tenho mais acessos, que explodiu, é uma paródia de uma música do Bruno Mars, que fala sobre o Homemaranha, traduzida dos Estados Unidos. Estava batendo quase 400 mil visualizações quando eu vi pela última vez.

Música é um formato gostoso tanto para quem produz quanto para a pessoa que vai recebe-la do outro lado. Mas antes de seguir cantando por aí, veja se você é afinado, ou se tem habilidades aceitáveis para música. Se não tiver, saia fora.


Dica 18 - Playlists, séries, temporadas


E se ao invés de você pensar em como produzir vídeos um por um, você pensasse em produzir vários vídeos girando em torno do mesmo tema, como uma série de televisão? Exemplo: Uma série sobre gravidez. Ao invés de você criar um vídeo só e falar do primeiro ao nono mês de gestação, você pode criar um vídeo sobre o primeiro mês, outro vídeo sobre o segundo mês e assim por diante...

Deste modo você consegue montar uma série de vídeos com 9 capítulos relacionados a cada mês da gestação. E se você for especialista nessa área, pode fazer um vídeo por semana, ou seja, 38, 40 ou 42 vídeos pra falar por semana sobre gravidez, isso é uma série, uma playlist.


Dica 19 - Vídeos de opiniões


Opinião política, opinião sobre a vida, opinião religiosa, vídeos de opiniões em geral. Se você acha que tem capacidade de contribuir com a sua opinião sobre um assunto, sobre uma notícia tendência do momento e tem certeza de que sua opinião é diferenciada, relevante e autêntica.

Acredito que este formato de vídeo pode ser uma boa jogada para engajar novos seguidores.

Se você estiver pensando em trabalhar com conteúdo de entretenimento ou conteúdo instantâneo, vídeos de opiniões são muito interessantes.


Dica 20 – Vídeo de ação social


Aqui na minha cidade tem um exemplo, que já dei para você, mas vou reprisar.

Um veículo de informação que fez um vídeo sobre uma pessoa que pegou um terreno baldio da prefeitura e o transformou em um espaço agradável para a sociedade. Aquele vídeo foi altamente engajante, porque foi um vídeo de interesse social, não foi um vídeo pra conquistar público, não foi um vídeo promocional, não teve nenhum apelo na edição, foi apenas um vídeo extremamente social.

Quem é fera nisso é o Luciano Huck, do programa Caldeirão do Huck que passa na Globo aos Sábados. Ele vai toda semana nos bairros mais carentes e faz uma ação social, reforma a casa de uns, conserta carros de outros, ajuda instituições de caridades e ONGs, e por aí vai...

Se você não tem toda a grana do Huck para fazer essas grandiosidades sociais e filmar... Acredito que é o seu caso! E o meu também... Rs. Você pode, pelo menos, mostrar, divulgar as ações de algumas pessoas que fazem a diferença para a sociedade na sua região

Encontre uma ONG perto de sua casa, por exemplo, e mostre como funcionam as coisas por lá. Seu trabalho será importante para a ONG, pois os ajudará a divulgar o trabalho deles trazendo novos parceiros, voluntários e doadores para a causa e também é importante para aumentar seus números na internet com o compartilhamento das suas postagens pelas pessoas que se comovem com a causa.

Podemos citar aqui aquele famoso ditado: Uma mão lava a outra.


Dica 21 - Solucione problemas


Vídeos de solução de problemas são sempre bem-vindos principalmente para plataforma do Youtube.

Exemplo: Um dono de uma loja de sapatos quer fazer vídeos com conteúdo voltado para atrair novos clientes e conquistar relevância no mercado

Ele resolveu então, criar vídeos que resolvam problemas dos seus clientes. O lojista percebeu que as pessoas que passam pela loja dele reclamam que, sempre que andam de tênis sem meias, o tecido do tênis machuca a parte de trás do pé delas e isso as incomoda.


Ele tem em sua loja um produto exclusivo que resolve este problema. Pronto! Essa é uma ótima ocasião para o lojista mostrar no vídeo o problema e vender a solução. Neste caso ele pode fazer um vídeo usando o produto alegando que ninguém mais precisa se ferir quando quiser usar tênis sem meias. Portanto, ao invés de você vender o produto, você vende a solução do problema, isso gera muito mais venda, no caso de vídeo de vendas, obviamente.

Neste caso ele pode fazer um vídeo usando o produto alegando que ninguém mais precisa se ferir quando quiser usar tênis sem meias.

Portanto, ao invés de você vender o produto, você vende a solução do problema, isso gera muito mais venda, no caso de vídeo de vendas, obviamente.

Pode-se usar também este modelo de vídeo de resolução de problemas para aumentar o seu reconhecimento no mercado.

Outro exemplo: Pessoas que trabalham com psicologia e terapia, podem ajudar seus seguidores a resolver pequenos problemas emocionais do dia a dia com dicas

Neste caso o produtor estará solucionando o problema de várias pessoas com suas dicas através de seus canais de postagem.

Neste segundo caso não vemos um vídeo produzido para vender um produto específico, mas sim um vídeo para aumentar o reconhecimento de certo profissional no mercado que futuramente poderá vender seus serviços de terapia.

Enfim... Pense nos problemas que as pessoas têm e nas soluções que você tem para aquele problema - que sejam autênticas, únicas, que você ainda não viu por aí – e após recolher essas informações, crie um vídeo de solução de problemas interessante para a vida das pessoas.


Dica 22 – Inverta o sentido do vídeo

Quase toda videolista pode ter seu sentido invertido. Pense nisso quando for roteirizar seus vídeos.

Exemplo:


Vídeo 01 - “Cinco coisas que eu odeio ao viajar para os Estados Unidos

Vídeo 02 - “Cinco coisas que eu amo ao viajar para os Estados Unidos”.


Fazendo isto você ganha mais assunto para falar apenas invertendo o sentido do vídeo. Deste modo você consegue produzir dois vídeos em uma roteirizada só.

O Canal Tech, canal de tecnologias no Youtube, faz isso muito bem... Quando tem um lançamento de algum celular muito procurado pelas pessoas eles lançam 2 vídeos:


1 – 05 motivos para não comprar este celular.

2 – 05 motivos para comprar este celular.


Dica 23 - Anote ideias originais


Grave e anote suas ideias, por mais ridículas que elas pareçam.

Você deve usá-las, porque afinal elas são suas, surgiram da sua mente, são únicas, são originais e podem trazer um sucesso estrondoso para você.

Obviamente uma ideia surge crua, sem forma e feia na maioria das vezes, mas é importante que você a revisite para criar coisas bonitas a partir dela. Então, teve uma ideia tomando banho? Corra, ligue o gravador e grave sua ideia. Depois você joga no papel, formata e faz um vídeo em cima dela.

Originalidade só sai de você, autenticidade só sai de você. E é isso que o YouTube, o Facebook e as plataformas têm buscado, autenticidade e originalidade para gerar autoridade, engajamento e audiência.


Dica 24 - Conte histórias


Esse formato tem dado certo no cinema até hoje e o cinema está vivo por causa disso.

Conte histórias, se você tem histórias boas para contar, se for um bom contador de histórias. Por que não criar um canal de Standup, talvez um de esquetes quem sabe?

Por que não fazer uma Web Novela, uma Websérie, em que você conta a vida de alguém e constrói uma trama.

Se você é um inventor criativo de personagens não deixe de produzir as suas histórias. Histórias dão muito certo.

Se você tiver um equipamento de qualidade, legal, você vai conseguir produzir bem a sua história. Se não tiver, não tem problema, ligue uma câmera e conte suas histórias, olho no olho para o seu público.

Um dos maiores influenciadores do Brasil é um contador de histórias: Whindersson Nunes. O que ele faz é contar histórias dele, de uma forma única e engraçada. E olha só onde ele chegou.


Dica 25 - Bloqueio criativo


Pare tudo! Deu um bloqueio criativo e você não consegue mais pensar em nenhum formato legal para produzir seus vídeos?

Sua criatividade está zerada? Você está com muitos problemas para resolver e não está tendo tempo de parar para pensar em vídeos?

Minha dica é: dê uma parada e respire um pouco, porque a sua audiência não vai te salvar, caso você entre em uma crise de depressão / ansiedade, ou numa crise existencial profunda.

Pare, pense um pouco, tire umas férias, viaje, encontre gente, descanse, aproveite o convívio com sua família, vá curtir um pouco que as ideias vão voltar ao normal.

Busque referências e conhecimento nesse tempo em que estiver parado, viajando, montando os projetos.

A ideia vai vir, o conteúdo virá. Informe pra sua audiência que você vai parar um pouquinho, que está reformulando algumas coisas, construindo projetos novos, etc.

O bloqueio criativo pode ser um perigo! Às vezes, você bloqueia criativamente e corre o risco de parar de produzir um conteúdo que você curte, para produzir conteúdo da “modinha” o que estão produzindo por aí, contra a sua vontade pessoal.

Com isso, você pode acabar virando mais um produtor que segue a modinha, que faz mais do mesmo, porque não quer ter o trabalho de pensar criativamente. Então, se você está criando um conteúdo original e deu um bloqueio criativo, pare e respire. Deste modo a sua originalidade vai voltar melhor e mais amadurecida.


Dica 26 - Câmera na mão


Essa é boa, coloque a câmera na sua mão e comece a falar sobre o que você está vendo. Um canal que faz muito bem isso é o Hawk.

O canal Hawk, para mim, tem os melhores vídeos de câmera na mão do YouTube do Brasil. Ele pega a câmera e filma o dia a dia de sua casa.

É um dia pacato, uma rotina comum e engraçada, que mostra ele fazendo arroz, fazendo licor, subindo na caixa-d'água, etc.

Não tenho como explicar muito, você só vai entender se ver. É só colocar no YouTube que você vai achar. Hawk e Galego – procure lá. Esse pode ser um modelo de conteúdo para você que se identifica.


Dica 27 - Faça o que está dando certo


Essa dica é pra você fazer o que dá certo!

Se você escolheu algum formato de vídeo que deu certo, que seu público curtiu muito, teve bastante compartilhamentos e views:

FAÇA MAIS!

Um exemplo: Um professor criou um formato de videoaula com mais de 20 minutos de duração que resultou em pouquíssimas visualizações, percebendo este resultado ruim, ele resolveu inovar no formato dos vídeos fazendo logo em seguida um vídeo de dicas sobre a mesma aula com apenas 1 minuto de duração, ele postou o segundo formato e notou que deu muito certo.

O que ele deve fazer?

Replicar o formato que mais deu resultado (que no caso são os vídeos de curta duração) e diminuir a quantidade de videoaulas longas.

O conteúdo tem que ser original, tem que ser bem-feito. Mas, se o seu público não curtir, não adianta.


Preste atenção ao que está dando certo.

     Deu certo? Replique, faça mais, multiplique.

     Deu errado? Vá diminuindo até morrer de vez.

     REPETINDO: Faça o que der certo!


Dica 28 – Fator curiosidade


Alimentar a curiosidade do seu público pode ser uma ótima maneira de criar novos vídeos de manutenção e vídeos magnéticos.


Exemplos de títulos de vídeos:

- O que tem dentro da minha bolsa?

- Quais são minhas músicas prediletas?

- O que tem dentro do porta-luvas do meu carro?

- O que eu faço para ganhar dinheiro?


Compartilhe essas curiosidades sobre você.

Geralmente esse formato precisa de pouco roteiro e como são rápidos de reproduzir, caem no conteúdo de manutenção


Dica 29 - Não esqueça da sua paixão


É extremamente importante que você fale sobre os temas pelos quais você é apaixonado.

Esqueça a modinha, faça o que você gosta.


Faça o que você gosta porque senão vai ficar forçado, falso, vai ficar feio para você.


Não desanime se os primeiros vídeos ficarem esquisitos, com o tempo, você vai se desenvolvendo, ficando mais solto, até conseguir falar com mais intimidade e desenvoltura em frente a câmera.


Dica 30 - Mostre suas habilidades


Trabalhar com vídeos é incrível, porque você pode se destacar em diversas habilidades, desde as habilidades mais técnicas como:


-Roteiro

- Edição

- Iluminação da cena

- Efeitos especiais

- Escolha da trilha sonora

- Fotografia da cena

- Oração do apresentador do vídeo

- Entre outros...


Até as técnicas mais subjetivas como:


-Criatividade

- Improviso

- Habilidades musicais (Composição musical, Ritmo ...)

- Habilidades corporais (Dança, Equilíbrio, Gestos faciais...)

- Bom gosto

- Dedicação e paciência

- Timing de roteiro.

- Sentimentos e emoções...


Construir um vídeo interessante não é nada mais do que uma mistura de habilidades técnicas com habilidades subjetivas (intimas / pessoais de cada indivíduo).

Espero que essas 30 dicas tenham te aberto a mente para alguns tipos de conteúdo que você já pode começar a produzir o quanto antes e testar com a sua audiência. Existem muitos outros formatos de vídeos lá fora... Fique de olhos sempre atentos ao que está acontecendo no mercado para reconhece-los e quem sabe até mesmo testa-los nas suas plataformas de postagens.

brasil, rj

. barra da tijuca
. zona sul
. niterói
. região serrana

email

contato@politof.com

 

whatsapp

+55 21 99843-2089

desde 2014
23.430.198/0001-49

outros canais

  • Linkedin Politof