PATROCÍNIOS E PARCERIAS

Se você está desesperado para achar um parceiro que patrocine financeiramente o seu canal, ou talvez esteja procurando pessoas da mesma área para fazer colaborações com o seu canal, mas ainda tem poucos inscritos e poucas pessoas te seguindo, recomendo que você se acalme e invista primeiramente no seu conteúdo, que você aumente a sua audiência para depois seguir os passos que eu vou te dar agora.


Entretanto, se você já conseguiu um número relevante de audiência, fique atento aos seis passos para conseguir algumas parcerias interessantes para crescer ainda mais o seu canal.


1 – PESQUISE SUAS PARCERIAS

O primeiro passo de todos é: comece a sua pesquisa por parceiros interessantes. O que seriam “parceiros interessantes”? São os parceiros que conversam com um público similar ao seu. Que têm coisas em comum com você.

Vou te dar um exemplo esdrúxulo: Não é muito eficaz para uma loja que vende Bíblia, patrocinar um cara que é ateu. Esta parceira não faz sentido para a marca, e nem para o produtor de conteúdo. O público deles são totalmente diferente.

Quando você pesquisa e encontra parceiros que conversam com o mesmo público que você, a probabilidade de achar parceiros aumenta. É simples, é só entrar nas redes sociais do seu futuro parceiro e ver se o jeito dele se comunicar com o público, se as pessoas que interagem com ele são as mesmas pessoas que interagem com você. Se a linguagem que ele usa é a mesma linguagem que você está usando. Você tem que ver também se o produto ou serviço dele se encaixa no seu tipo de conteúdo ou se vai ficar forçado demais. Então, a primeira coisa é: comece a pesquisar o seu parceiro de acordo com o seu conteúdo.


2 – ENTRANDO EM CONTATO

Apesar de serem os métodos mais tradicionais, o e-mail ou o telefone, são os canais em que, provavelmente, você vai ser respondido mais rapidamente.

Você vai precisar escrever um e-mail for super atraente, educado e direto ao ponto. Nunca fale, por exemplo, “oi” para um cara que você está procurando parceria. Já coloque na mensagem “oi, sou fulano de tal, ajudo as pessoas com isso, tenho um canal aqui, pode clicar ali para achar meus perfis nas redes sociais, no Facebook, no YouTube, gostaria de formar uma parceria com você porque acredito que divulgando o seu produto eu vou estar dando uma dica interessante para o meu público, acredito no seu produto tanto quanto você. Podemos marcar uma call para que eu te apresente uma proposta de parceria?”.

Tudo em uma mensagem só. Três palavras: rápido, claro e objetivo.

É isso que você precisa ser. Tem uma coisa importante: geralmente, as pessoas que respondem nas redes sociais do parceiro que você está buscando não decidem nada na empresa. Elas apenas respondem aos comentários e mensagens. Então, se você sentir que está falando com um atendente, peça o e-mail da pessoa responsável pelo marketing da empresa ou do parceiro que você está procurando, para falar com a pessoa certa (tomador de decisão.

Neste primeiro contato por e-mail também é importante você ter uma ferramenta chamada mail track. Você instala essa extensão no seu Gmail, manda o e-mail para a pessoa com o rastreador do mail track e, quando a pessoa abrir o e-mail dela, o mail track vai notificar para você: “fulana de tal abriu e leu o seu e-mail”. Se a pessoa abrir o seu e-mail de novo, ele vai notificar mais uma vez. Se ela abrir várias vezes o seu e-mail, significa que ela está lendo e relendo, uma hora ela vai te responder. Agora, se essa pessoa abriu várias vezes e não te respondeu, você vai trabalhar o remarketing, que eu costumo chamar também de tiro de misericórdia.

Esse tiro de misericórdia é um segundo e-mail que você vai mandar para essa pessoa depois que você verificou que ela já leu o e-mail. Tente ser educado e tenha bom senso: “Olá, fulano de tal, tudo bem? Me perdoe por encher a caixa de entrada do seu e-mail. Eu vi que sua equipe recebeu o meu e-mail com a proposta inicial, porém não recebi nenhuma resposta. Seria muito especial para mim se eu recebesse uma resposta de vocês, mesmo que seja negativa. Obrigado pela atenção, aguardo retorno”. Se a pessoa leu e não te respondeu, esse e-mail vai fazer com que ela te responda, mesmo que seja um “não”.


3- HORA DA CALL

Recebeu uma resposta positiva, conseguiu alguns parceiros? Agora você vai partir para a call.

Nessa call você vai conhecer o seu parceiro e alinhar tudo o que você acredita que pode contribuir para a marca ou para a parceria e ouvir também o que o seu parceiro tem a dizer em relação ao projeto que vocês estão desenvolvendo juntos: Como ele acha que você pode ajudar a vender mais, engajar mais com os clientes dele.

Não esqueça de ouvir. Porque uma call onde só você fala não dá resultado. Ouça bem o que o seu parceiro tem pra falar. Nessa call, você pode definir o tema do material, a data do lançamento que vocês estão pretendendo lançar a parceria, pode também especificar os detalhes da parceria, se vai rolar dinheiro, para quem, se não vai rolar dinheiro, se vai rolar somente troca de publicidade, como vai ser, quem vai desenvolver o quê, se vai ter site, se não vai ter site, onde vai ser a passagem dos leads... Os leads são importantes. Se você começou a parceria com a pessoa e ela está captando os leads de lá - que são os interessados, o público interessado - e aqui você também está captando lead, onde vocês vão fazer essa troca de lead?

Vamos pensar num exemplo real: eu tenho um curso de marketing digital presencial em que eu chamo alguns amigos que entendem muito desse assunto para dar um curso intensivo a uma galera. Esse curso tem 20, 40, até 50 alunos. Na hora que a gente faz a campanha de marketing para recolher essas pessoas, vários WhatsApp, vários e-mails, várias pessoas caem na nossa rede de pessoas interessadas, na nossa rede de lead.

Como sou eu quem fica responsável pela parte captação de lead, eu crio uma tabela no Google Drive e transporto esses leads pra lá e depois compartilho para os meus amigos: “olha, galera, a gente conseguiu 40 alunos, a gente conseguiu 100, 200 pessoas interessadas, os e-mails dessas pessoas estão aqui, o WhatsApp delas está aqui. Porque, se um dia essa parceria acabar, eu vou ter aquelas 200 pessoas, os meus amigos vão ter aquelas 200 pessoas e todos os envolvidos nessa parceria vão ter esses leads para captar depois, para voltar a fazer contato, oferecer algum tipo de serviço dentro da área de marketing digital.

Isso é importante também: definir quem vai ficar com a parte dos leads e por onde esses leads vão ser compartilhados. Também é interessante você definir quanto cada um vai colocar de dinheiro, se é que cada um vai colocar ou vai ser troca de parceria, se você vai receber ou se vai pagar ao seu parceiro. Enfim, tem que definir tudo pela call. Faça uma anotação para definir tudo isso. Na call, você vai seguindo, definindo tudo. Acabou a call, você vai pegar tudo o que você reuniu, tudo o que você anotou junto com seu parceiro e vai escrever um e-mail detalhado: “A gente definiu isso, você concorda?”. Porque o e-mail é um documento. Então, quando você recebe a resposta de seu parceiro, tem uma prova por e-mail de que tudo foi acordado, é como se fosse um contrato, mas um contrato virtual. É um e-mail que pode servir como prova judicial. É uma carta na manga para caso dê alguma coisa errada.


4 – FECHANDO A PARCERIA

É o e-mail com o detalhamento todo, esperando a resposta positiva, o ok do seu parceiro. Nesse passo, você vai recolher a logo do seu parceiro, vai enviar sua logo para ele, falar sua bio, falar o que você deseja que ele fale de você lá, pedir as informações dele, para você ter conteúdo para falar. Tudo dentro desse e-mail de póscall. Depois vocês vão para o passo 5, que é a produção.


5 – PRODUÇÃO DE PARCERIA

Você produz o seu conteúdo daí, o seu parceiro produz o conteúdo dele daqui e depois, na data certa que vocês predefinirem, vocês vão fazer o lançamento dessa parceria. Preste atenção: antes do lançamento, um tem que ver o material do outro. Você tem que ver o que o seu parceiro produziu e aprovar o conteúdo, o tema, a pauta, a diagramação, tudo. E o seu parceiro tem que ver o seu conteúdo, a sua pauta, a sua diagramação, tudo e aprovar. Os dois aprovando, seguem para o lançamento. Se não rolar essa aprovação, pode haver um desencontro, você pode lançar um negócio e seu parceiro, outro. Esse desgaste é totalmente evitado quando o seu parceiro manda para você previamente o conteúdo que ele vai lançar e você também manda para ele, porque, se tiver que fazer alguma correção, vocês fazem antes. E depois, na hora do lançamento, sairá tudo certo.


6 – POSTAR CONTEÚDO

O sexto passo é postar, executar essa parceria, lançar, postar nas redes sociais, postar no seu canal do YouTube e em todos os lugares que vocês combinaram: stories, feed do Instagram... Poste e faça as hashtags. Marque o seu parceiro, seu parceiro te marca, faça o SEO direitinho no YouTube e no Facebook, legende os vídeos.

Se for possível, coloque em prática todas as dicas, como se o vídeo fosse seu, porque o vídeo é seu. É parceria, mas você tem que entregar o seu melhor, como se o interesse fosse unicamente seu. Esqueça que você tem parceiro. Entregue o seu produto com qualidade. Esses foram os 6 passos para fazer uma parceria sadia.

brasil, rj

. barra da tijuca
. zona sul
. niterói
. região serrana

email

contato@politof.com

 

whatsapp

+55 21 99843-2089

politof publicidade ltda
23.430.198/0001-49

outros canais

  • Linkedin Politof